Menu

Sesc coloca literatura em foco com a “Arte da Palavra” na Capital acreana

A partir de outubro a literatura terá enfoque especial no Sesc em Rio Branco, com atividades no Teatro de Arena do Sesc. As ações envolvem toda a cadeia da literatura, incluindo a formação e a divulgação de novos autores, valorização das novas formas de produção e fruição literária, possibilitadas pela emergência de discursos periféricos e a utilização de novas tecnologias. Inscrições gratuitas no Sesc Centro.
Este é o primeiro projeto do Sesc de circuito nacional de promoção da literatura. O Arte da Palavra vai percorrer 13 estados, democratizando e facilitando o acesso da população à obra literária brasileira em suas variadas manifestações. Até dezembro, o projeto passará por 48 cidades, reunindo 91 artistas e escritores, com atuação nos eixos: Circuito de Autores, Circuito de Oralidades e Circuito de Criação Literária.
Circuito de Criação Literária – As oficinas, que integram o circuito de criação literária, começam também no dia 16 de outubro e será no Sesc centro, em Rio Branco, até o dia 20 de outubro, sempre das 9h às 13 horas. As oficinas serão ministradas por Luís Henrique Pellanda. As vagas são limitadas e as inscrições gratuitas devem ser feitas na unidade do Sesc Centro, de 09 a 11 de outubro das 08h às 18h.

Oficina de Criação literária A arte de crônica  com Luís Henrique Pellanda.
Na oficina A arte da crônica, ministrada pelo escritor Luís Henrique Pellanda, serão examinadas as origens do gênero no Brasil e as prováveis causas de sua popularização entre os leitores de nosso país. De que forma a crônica, um braço importante da tradição literária brasileira, vem conseguindo vencer tanto a crise por que passam os veículos de imprensa quanto as mudanças que abalam o mundo editorial, adaptando-se, assim, a novos suportes e tipos de leitor.
No programa, também será estudado a história completa da modalidade no Brasil (e que se confunde com a história de nossa cultura, de nossa política e de nossas cidades), do século 19 até hoje, e suas principais definições (dadas por diversos escritores, professores e críticos literários). Depois passaremos à leitura e à discussão de uma série de peças e autores do gênero, dos clássicos aos contemporâneos. Por fim, a oficina com exercícios de escrita.

Luís Henrique Pellanda nasceu em Curitiba (PR), em 1973. Escritor e jornalista, é autor dos livros O macaco ornamental (contos, Bertrand Brasil, 2009), Nós passaremos em branco (crônicas, Arquipélago Editorial, 2011, finalista do Prêmio Jabuti 2012), Asa de sereia (crônicas, Arquipélago Editorial, 2013, finalista do Prêmio Portugal Telecom 2014) e Detetive à deriva (crônicas, Arquipélago Editorial, 2016), e organizador dos dois volumes da antologia As melhores entrevistas do Rascunho (Arquipélago Editorial, 2010 e 2012). É cronista da Gazeta do Povo e ministra cursos e oficinas de crônica por todo o Brasil. Foi editor e idealizador do site de crônicas Vida Breve e subeditor do jornal literário Rascunho. Repórter, trabalhou nos jornais Gazeta do Povo e Primeira Hora.

Informações e Inscrições pelo telefone (68) 3302-1053. Acompanhe a programação.

back to top

O SESC